Translations - Portuguese - Summer Ritual

Irmandade de Isis Liturgia
Por
Olivia Robertson

DEA, RITOS E MISTÉRIOS DA DEUSA

Verão, Ritual do Sol

Ritual no. 5

ORÁCULO DA DEUSA GRAINNE

 


Invocação: “A Sidhe do fogo reside,
No centro da terra e encontra o seu alento:
Brilhante, a Sidhe persiste,
Na semente que garante o nascimento.

Nos cabelos de Mari o vento sopra gentilmente,
O seu véu para o céu levanta.
E os raios dourados de Grainne brilhantemente,
Um suspiro das árvores arranca.”

Grainne, Deusa do Sol e da fertilidade, com Tua graça supra nossa necessidade.

Oráculo da Deusa Grainne através de sua Sacerdotisa


“Meu cabelo é dourado pelo trigo e pela aveia,
Minha roupa é o céu em mutação,
As joaninhas são os meus dedos
Os lagos e mares meus olhos possuirão.
Na profundeza da terra, Meu sol interior
Brilha nos corações da existência.
Átomos e estrelas: criaturas que crescem e se movem,
Me conhecem como Mãe e consciência.
Meu hálito inspira o fôlego,
Os raios de cura meus são.
Olhe para cima, para baixo e para os lados,
Os que procuram, por onde olharem me encontrarão.”

Acenda uma fogueira for a de casa, ou incenso dentro de casa, queimando dentro do círculo. Um altar é erguido perto do fogo e nele coloque flores e frutas. Se somente um devoto realizar este rito, a dança do sol é visualizada e os presentes da Deusa são retirados do altar.

Invocação: Eu invoco a Deusa do Sol, Grainne. (Devoto joga incenso no fogo ou no braseiro) Grainne divina, aceita este incenso, como forma de gratidão por teus raios portadores de vida.

Deixe uma música tocar durante a cerimônia.

Devoto: O caloroso verão esta chegando, trazendo em seus braços a vida e ele labuta as flores na face de Colinas e montes. Em graciosa harmonia as árvores vestiram os seus mantos esverdeados enquanto a energia solar esta sentada em Seu trono, tocando sua melodia. O salgueiro que mantinha sua harpa silenciosa durante o inverno, agora toca em harmonia com a vida. Silêncio, escutem... O mundo está vivo!

Os dançarinos se aproximam do fogo, um por um representando Grainne afundam-se perto do altar, como se estivessem caindo no sono. Os outros, representando os planetas criam uma dança em espiral, desorientadas ao redor do fogo.

Devoto: O Deus Lugh alonga seus longos e brancos braços acima das Colinas. Pelo céu voa as crianças imortais de luz, os filhos de Lir, Eles chamam por sua irmã que bate as asas douradas.

Os dançarinos erguem os braços em direção a Grainne que lentamente vai acordando e se levanta, ficando em pé. Ela dança conforme o sol, revelando os seus raios dourados. Ela se movimenta ao redor do altar e dele tira os presentes divinos que entrega aos dançarinos planetários, flores e frutas são entregues. Ela mergulha num descanso. Os dançarinos revertem sua dança.

Meditação


Que através do poeta Pindar a visão de Elysium seja descrita.

“Enquanto aqui a noite cai silenciosa, lá em Elysium brilha o sol: Em seus campos as frutas douradas pesam sobre os galhos, a rosa desabrocha em carmesim, pelos galhos aromáticos as sombras se envolvem... Com jogos de força e jogos de habilidade, com música eles celebram a abundância, e com um coração aquecido com o amor, coram com grinaldas floridas todos os seus dias, enquanto o perfume preenche o espaço desta terra adorável onde sem cessar levanta-se a fumaça dos incensos para as Divindades.”

Devoto: Nós agradecemos a Deusa Solar Grainne por seus presentes, pela vida terrena, pela abundancia e pelo amor que aquece os corações. Que todas as criaturas possam receber sua recompensa.



Fontes: "A Celtic Miscellany”, Kenneth Hurlstone Jackson, Routledge & Kegan Paul Ltd., London, 1967. “Greek Poetry”, translated by F. L. (Frank Laurence) Lucas, Everyman’s Library series, no. 611, J.M. Dent & Sons, Ltd., London, 1951

 

 

Traduzido por Bruno Henrique Herzog, orientador do Iseum Rosa de Gaia.

 

Irmandade de Isis Liturgia

 

Comments