Translations - Portuguese - Maya Dawn Rite

Irmandade de Isis Liturgia
Por
Olivia Robertson

Maya, Rituais solitários para a Deusa

Ritual da aurora: Abundância

Ritual no. 3

ORÁCULO DA DEUSA AMA-TERASU-O-MI-KAMI

 
A humanidade perdeu a antiga comunhão com as Divindades. Embora a prosperidade material prevaleça em algumas partes do planeta, milhões passam fome em todos os lugares. Orientações dos planos interiores ajudam o devoto a saber o que fazer e como fazer. Cada um de nós pode fazer sua parte em trazer abundância tanto espiritual quanto material para o planeta terra e todas as criaturas.

Invocação à Deusa Solar.

Sempre que olho para o céu de dezembro, sinto o seu poder, mesmo quando encoberto por muitas nuvens, percebo a sua soberania irradiando força e calor ao redor que nos comanda com tranquilidade por muitos anos. Então eu digo: “Que Tu sempre exista! Que Tu sempre oriente! Pois mesmo em milhares de anos, sempre vou te servir com alegria e obediência!” Grande Deusa do Sol, garanta a sua graça a mim enquanto Tu te levantas e me banhe com suas bençãos durante os ciclos de dias e vidas!
Cântigo: Ama-Terasu – Ama-Terasu – Ama-Terasu.

Oráculo

 “Você observa o meu orbe dourado e  reflete, você se curva diante de minha glória e sente-se um joão-ninguem. Você me vê nos céus, mas nunca me encontra; O céu que procuras encontra-se abaixo dos seus pés.

Com ações gloriosas você me honra, cria asas me voa até mim, você me oferece a sua alma, mesmo eu estando em seu coração.
Na terra encontra-se meu esplendor, em sua escuridão encontra-se a minha recompensa, no pequeno contém o grande e em todas as criaturas brilha a minha faísca.

A terra é o sol em construção, com as asas escondidas em casulos. O vazio do espaço é a minha roupa. Quem sou Eu? Eu sou o Amor!”

(No altar coloque uma pequena pedra, um recipiente com grãos, um copo com água, incenso e óleo. Coloque também um vaso com plantas.)

Diga: Abençoada és Tu, Oh Ama-Terasu! Tu que criaste o milho, o trigo e os feijões, as sementes para se plantar no solo árido, o arroz que tu criaste para o solo encharcado. Tu que orientou o Deus da colheita a arar o solo, plantando o arroz pela primeira vez. Mesmo no outono, quando tudo parecia perdido, você incentivou a continuar acreditando. Grande Deusa do Sol, me Garanta fertilidade, paz e abundância, assim como todas as alegrias terrenas. Compartilhe comigo toda a sua alegria que é eterna, sua doce gargalhada nessa aurora para que esse dia seja tão radiante quanto a sua graça!

(ofereça os grãos para a Deusa)

Invocação à Ushas, a Deusa Indiana da Aurora.


 “Que os hinos e orações levantem-se juntos, O fogo foi acesso! Queimando em um brilhante esplendor, revelando os tesouros que a aurora guarda, outrora escondidos pela noite e sua escuridão. Venha a mim, Ushas da Aurora Dourada!”

(Queime incenso e ofereça a Deusa)

Declame: Como uma noiva enfeitada pela própria mãe tão amorosa, Tu se mostrou da maneira como és! Aurora auspiciosa, brilha agora mais ampla e forte. Nenhuma outra Aurora alguma vez alcançou o seu esplendor! Brilhe sobre mim, Aurora, para que eu e todos os a mim queridos possam prosperar!”

(ofereça a planta para a Deusa e dança)

Diga: “Graças a Ti, Oh Deusa Grainne, o sol das estações que enquanto caminhas pelo céu com seus pés fortes nas alturas, tudo ao redor vai mudando. Tu que és a mãe gentil das estrelas, mergulhas no misterioso oceano sem se machucar e sem sentir dor para então despertar em suas ondas calmas como uma jovem rainha, que desabrocha. Eu me alegro com o seu levantar no céu matinal!”

(Toque a sineta uma vez e fique em silêncio, em comunhão com a Deusa. Após um tempo, toque a sineta duas vezes e beba um pouco de água)

Eu aceitei a água da Deusa e com ela me foi garantido todas as suas alegrias para este dia! (coloque as mãos sobre a pedra no altar) Eu aceito os presentes terrenos que a Deusa me oferece através desta pedra, que eu seja abençoado com seus tesouros. (erga as mãos) Que todos os seres, todas as criaturas e todas as existências sejam abençoadas com alegria e abundância, hoje e sempre!

Agradecendo


Graças são dadas a Ama-Terasu O-Mi-Kami.
Graças são dadas a Ushas pela Aurora.
Graças são dadas a Grainne pelo pão de cada dia.
Eu na terra rezo para a Grande Mãe, que recebendo a hidratação em forma de gotas de chuva, provem vida, comida e abundância. Sempre Justa como toda Mãe deve ser, como a Mãe de tudo e por Ela sou abençoado!

Fontes: "Nihongi: Chronicles of Japan from the Earliest Times to A.D. 697",translated by W. G. (William George) Aston, George Allen & Unwin, London, 1956. Vedic Hymn from "The Goddesses of India, Tibet, China and Japan", Lawrence Durdin-Robertson, Cesara Publications, Clonegal Castle, Ireland, 1976. “Scottish Gaelic Folk Prayer” and “11th Century Poem”, anonymous Irish author, “A Celtic Miscellany", Kenneth Hurlstone Jackson, Routledge & Kegan Paul Ltd., London, 1967. Verse fragment, Euripides, Ambroise Firmin-Didot, Paris, 1875.

 

Irmandade de Isis Liturgia

 

Créditos de tradução a Bruno Henrique Herzog, Iseum Rosa de Gaia
Comments